19 de Dezembro de 2018

Urologia - Procedimentos Cirurgicos

Aplicações da cirurgia laparoscópica e robótica em Urologia

Marcos Tobias-Machado
Urologista do Instituto de laparoscopia e robótica.

CIRURGIAS SOBRE AS ADRENAIS

Vídeo 1 - ADRENALECTOMIA LAPAROSCOPICA RETROPERITONEAL

Este foi o primeiro exemplo onde se demonstrou nítida vantagem sobre a cirurgia aberta. Para tumores menores de 6 cm funcionantes ou não (inclusive feocromocitomas), a laparoscopia é a via de escolha (10,11,12). Tanto a via de acesso transperitoneal como a retroperitoneal podem ser utilizadas (13). Vários grupos já publicaram seu emprego em tumores malignos, porém o controle oncológico ainda é controverso e carece de resultados em longo prazo. Aparentemente, até o momento, não há indícios consistentes de perda dos padrões oncológicos pela técnica.
Lembrar que como na cirurgia aberta, para os tumores funcionantes, o preparo pré-operatório dado pelo Endocrinologista é fundamental para se evitar complicações intra e pós-operatórias. Alguns trabalhos, no entanto, atestam menor risco intra-operatório no tratamento dos feocromocitomas por via laparoscópica devido a uma manipulação mais delicada. Em caso de doença bilateral, é possível operar os dois lados simultaneamente, e eventualmente, realizar cirurgia parcial quando indicada (14).
A cirurgia realizada na síndrome de Cushing é desafiadora, devido a grande quantidade de tecido adiposo no retroperitôneo, apresentando maior índice de complicações no pós-operatorio do que qualquer outra indicação(10).

Referencias Bibliográficas

[ Voltar ]

Copyright© 2012 - Todos os direitos reservados - Melhor visualização em 1024 X 768

Instituto de Laparoscopia & Robótica
Rua Dona Adma Jafet, 74 Conjunto 77
Cep 01308-050, São Paulo - SP
Email: instituto@laparoscopia-robotica.com.br

Tel: +55 (11) 2729-5155 / Fax + 55 (11) 2729-9155